$4.338,500 – esse é o preço da fotografia mais cara do mundo hoje. A obra arrematada em um leilão de 2011 valor histórico máximo pela venda de uma fotografia. Trata-se de uma imagem do rio Reno, na Alemanha, feita em 1999 pelo fotógrafo alemão, Andreas Gursky.

O clique mede 3,5m x 2m, uma dimensão expressiva, e faz parte de uma série fotográfica de 6 imagens, quatro delas, inclusive, alocadas em museus como o MoMA, em Nova York, e Tate Modern, em Londres.

fotografias mais caras do mundo
Rhein II © Andreas Gursky. A foto mais cara do mundo

Nascido em 1955 em Leipzig, filho de um fotógrafo comercial, Gursky estudou comunicação visual em Essem entre 1978 e 1981 e se tornaria depois aluno dos renomados Bernd e Hila Becher.

Pouco depois de terminar os estudos, a carreira de fotógrafo de Gursky decolou. Ele começou fazendo retratos de porteiros e logo depois migrou para a arquitetura, paisagens urbanas, cenas em fábricas, resorts e paisagens da região da Renânia, no oeste da Alemanha

No começo, Gursky estabeleceu fotos em grandes formatos, uma perspectiva austera e distante, imagens precisas e processamento digital. Ele fez tudo diferente de seu mentor, Becher.

Desde o início, suas fotos sempre ficaram entre o documental e a encenação. O fotógrafo baseia suas imagens na realidade; ele tira fotos analógicas com uma câmera de grande formato e depois as reorganiza em seu computador.

“Comecei fazendo pequenas mudanças por motivos de composição”, disse Gursky à agência Deutsche Welle. “Mas, enquanto isso, comecei a criar imagens completamente novas. Muitos detalhes pequenos se juntam para criar um todo complexo.”

Ele também foi um dos primeiros fotógrafos a experimentarem a impressão cromogênica (c-prints) que usa composições irregulares de cores.

Fotógrafo tem outras 7 obras entre as mais caras do mundo

Além de sua foto Rhein II (1999), que é a mais cara do mundo até hoje, Gursky tem outras 7 fotos entre as 25 mais caras do mundo:

6ª mais cara: Andreas Gursky| 99 Cent II Diptychon (2001)|Preço: $3,346,456

7ª mais cara: Andreas Gursky| Chicago Board of Trade III (1999-2000)|Preço: $3,298,755

1ª mais cara: Andreas Gursky|Los Angeles (1998)|Preço: $2,900,000

14ª mais cara: Andreas Gursky| Chicago Board of Trade (1997)|Preço: $2,507,755

15ª mais cara: Andreas Gursky| Paris, Montparnasse (1993)|Preço: $2,416,475

19ª mais cara: Andreas Gursky| Rhein (1996)|Preço:$1,925,000

23ª mais cara: Andreas Gursky| Shanghai (2000)|Preço: $1,632,230

Suposta foto de $6,5 milhões

Em dezembro de 2014, o fotógrafo australiano Peter Lik disse ter vendido uma foto intitulada Phantom a um comprador anônimo por US $ 6,5 milhões, o que seria o preço mais alto já pago por uma foto. A afirmação de Lik foi recebida, no entanto, com muito ceticismo, pois a venda  nunca foi comprovada e o comprador não se manifestou, embora um advogado tenha se apresentado como representante do licitante para afirmar a veracidade da aquisição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s